Pular para o conteúdo

7 lugares abandonados que foram recuperados pela natureza

Houtouwan China

A humanidade, ao longo da história, têm deixado para trás vestígios de sua presença, erguendo cidades, vilas, fábricas e shoppings. No entanto, o que acontece quando esses lugares são abandonados? A resposta é surpreendente: a natureza toma conta, criando um espetáculo de beleza e resiliência. Vamos explorar mais a fundo sete lugares abandonados que foram recuperados pela natureza, proporcionando uma experiência única para os que se aventuram a explorá-los.

1. Houtouwan, China: O Encanto das Casas Cobertas de Musgo

Houtouwan China

Houtouwan, uma vila de pescadores localizada na Ilha Gouqi, China, foi abandonada na década de 1990 devido ao crescimento da indústria pesqueira. O que resta são casas pitorescas cobertas de musgo e hera, oferecendo não apenas uma visão da resiliência da natureza, mas também um cenário mágico que atrai turistas de todo o mundo. Explore os becos estreitos e maravilhe-se com a harmonia entre o abandono humano e a natureza persistente.

2. Ta Prohm, Camboja: O Casamento entre Ruínas e Natureza

Ta Prohm Camboja

No Camboja, o templo Ta Prohm ficou negligenciado por anos até ser redescoberto por arqueólogos franceses no século XX. Sua popularidade disparou após aparecer no filme “Lara Croft: Tomb Raider”. As raízes que envolvem as ruínas do templo criam uma atmosfera única, onde a arquitetura se mistura harmoniosamente com a natureza. Explore os corredores e pátios onde a selva e as pedras se tornaram uma só entidade.

3. Castelo de la Mothe-Chandeniers, França: Entre as Vinhas e as Histórias do Passado

Castelo de la Mothe Chandeniers Franca

O Chateau de la Mothe-Chandeniers, um castelo neogótico do século XIII na França, foi abandonado em 1932 após um incêndio. Hoje, suas torres e paredes são envolvidas por vinhas, proporcionando um espetáculo que mescla a grandiosidade arquitetônica com a beleza natural. Explore os salões e imagine a vida que um dia ecoou nesses corredores agora silenciosos.

4. SS Ayrfield, Austrália: O Naufrágio Transformado em Ecossistema Marinho

SS Ayrfield Australia

Na baía de Homebush, a oeste de Sydney, repousa o SS Ayrfield, um navio naufragado que se transformou em uma floresta flutuante. Testemunhe a extraordinária capacidade da natureza de regenerar e transformar espaços desolados em um santuário marinho. Mergulhe nas águas ao redor deste naufrágio e descubra a vida que agora prospera onde antes era apenas metal e maquinaria.

5. Vallone Dei Mulini, Itália: Ruínas Entre Rios e Vegetação Única

Vallone Dei Mulini Italia

Em Sorrento, Itália, o Vallone Dei Mulini abriga quatro antigos moinhos de trigo construídos há cerca de 700 anos. Moldado pelos rios Casarlano-Cesarano e S. Antonino, o vale úmido agora é lar de inúmeras plantas únicas. Explore as ruínas dos moinhos e absorva a atmosfera única deste local, onde a natureza reina supremamente.

6. San Juan Parangaricutiro, México: A Igreja Semienterrada pela Fúria Vulcânica

San Juan Parangaricutiro

Após a erupção do vulcão Parícutin, a vila ao redor da igreja de San Juan Parangaricutiro, no México, foi abandonada. Enquanto a lava derreteu as paredes do cemitério, a igreja permanece de pé, semienterrada em rocha de lava. Testemunhe a força da natureza enquanto explora as ruas vazias e contempla a igreja que desafiou a fúria vulcânica.

7. Museu Cataratas de Tequendama, Colômbia: Um Olhar sobre o Passado Contaminado

Museu Cataratas de Tequendama Colombia

Localizado em San Antonio, Colômbia, o Museu Cataratas de Tequendama oferecia vistas deslumbrantes até a década de 1920, quando foi abandonado devido à contaminação do rio. Hoje, o edifício é uma testemunha silenciosa de um passado glamoroso, agora envolto pela natureza que lentamente reivindica seu espaço. Explore as galerias vazias e contemple a interação intrigante entre a arquitetura histórica e a paisagem natural circundante.

Leia também: 5 lugares inacessíveis que vão te deixar de queixo caído

Em cada um desses lugares, a natureza não apenas reivindicou o espaço, mas também transformou esses locais abandonados em testemunhas silenciosas de sua resiliência e poder. Ao explorar esses destinos, os visitantes não apenas testemunham a beleza única da coexistência entre a criação humana e a natureza, mas também refletem sobre a efemeridade de nossas realizações diante da grandiosidade do mundo natural. Cada local abandonado conta uma história, e a natureza, com sua capacidade notável de adaptação, continua a escrever seus próprios capítulos sobre as ruínas do passado humano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *