Pular para o conteúdo

5 lugares inacessíveis que vão te deixar de queixo caído

Lugares assombrados ilha Poveglia 1

Neste artigo, serão apresentados cinco lugares incríveis que você nunca poderá visitar. Embora existam muitos lugares ainda a serem descobertos no mundo, nem todos estão disponíveis para visitação pública. Alguns lugares são restritos apenas a pesquisadores privilegiados, enquanto outros são protegidos por motivos de segurança ou para preservação da natureza.

Ilha de Surtsey

Ilha de Surtsey

A Ilha de Surtsey é um dos lugares mais jovens do planeta, tendo emergido de uma erupção vulcânica em 1963. Localizada a 32 quilômetros da costa sul da Islândia, é considerada um laboratório natural intacto e protegido, permitindo o estudo do desenvolvimento natural de uma ilha. A ilha é um Patrimônio Mundial da UNESCO e tem acesso altamente controlado, permitido apenas para cientistas. As primeiras plantas surgiram dois anos após a formação da ilha.

Abaixo estão algumas informações adicionais sobre a Ilha de Surtsey:

  • Ano de Emergência: 1963
  • Acesso: Altamente controlado, permitido apenas para cientistas
  • Patrimônio Mundial da UNESCO: Sim
  • Primeiras plantas: Surgiram dois anos após a formação da ilha

A Ilha de Surtsey é um importante local de estudo para o desenvolvimento natural de uma ilha e está altamente protegida, permitindo apenas o acesso de cientistas.

Ilha North Sentinel

Ilha North Sentinel

A Ilha North Sentinel é um lugar isolado localizado no Oceano Índico, pertencente à Índia. A ilha é cercada por recifes de coral e coberta por florestas. No entanto, ela é habitada por um grupo indígena extremamente intolerante ao contato com outras pessoas, tornando-se um dos últimos povos isolados do mundo.

Expedições de contato não foram bem-sucedidas e foram registradas desde o final do século XIX. Como resultado, o acesso à ilha é altamente restrito e proibido para o público em geral.

A Ilha North Sentinel é um local de grande interesse para antropólogos e cientistas, que buscam estudar o modo de vida e a cultura desse povo isolado. No entanto, devido à sua natureza protegida, apenas pesquisadores selecionados têm permissão para visitar a ilha.

Área 51

Area 51

A terceira localidade da lista é a famosa Área 51. Essa locação ultrassecreta está situada em uma base remota da Força Aérea dos Estados Unidos no oeste do país, em Nevada. Ela foi construída supostamente para o desenvolvimento de aeronaves de alta tecnologia. Ao longo dos anos, a falta de conhecimento sobre sua função real é responsável pelas inúmeras teorias criadas em torno da área durante a Guerra Fria em 1955, mas reconhecida pela CIA quase 60 anos depois. O acesso terrestre e os sobrevôos na região são proibidos, o que já gerou várias teorias de que o local seria uma área de pouso para naves espaciais e estudos de corpos alienígenas.

Ilha de Poveglia

Lugares-assombrados-ilha-Poveglia

A quarta localidade mais assustadora do mundo é a Ilha de Poveglia, localizada na região de Veneza, no norte da Itália. Desde o século XVIII, essa ilha serviu como um local de quarentena para pessoas com doenças infecciosas e, mais tarde, como hospital psiquiátrico e asilo. Fechada para visitantes desde 1968, a ilha de Poveglia tornou-se conhecida pelos relatos de aparições dos fantasmas das pessoas que morreram lá.

Acredita-se que mais de 100.000 pessoas morreram na ilha durante a sua história sombria. Com mobiliário antigo ainda no mesmo lugar, a ilha de Poveglia é considerada um dos lugares mais assombrados do mundo. Embora haja relatos de visitas noturnas clandestinas, o acesso é proibido e altamente controlado pelo governo italiano.

Atol das Rocas

Atol das Rocas

O Atol das Rocas é um anel de recifes localizado na boca de um vulcão submerso, a cerca de 20 horas de barco de Natal, no Rio Grande do Norte, e a quase 150 quilômetros de Fernando de Noronha. É a primeira Reserva Biológica Marinha do Brasil e o único atol em todo o Atlântico Sul. O local só pode ser visitado por pesquisadores e inspetores ambientais, cuja estadia é na estação científica que fica em uma das únicas duas ilhas do atol. Com supervisão permanente, este patrimônio natural é lar da maior colônia de aves marinhas. É um dos pontos de biodiversidade mais importantes do Brasil.

Algumas informações adicionais sobre o Atol das Rocas incluem:

  • O atol tem uma área total de cerca de 7,3 quilômetros quadrados.
  • É composto por duas ilhas principais, a Ilha do Farol e a Ilha do Cemitério, além de diversas ilhotas.
  • A estação científica no atol é operada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
  • O atol é um importante local de reprodução para várias espécies de tartarugas marinhas, incluindo a tartaruga-verde e a tartaruga-de-pente.
  • Também é lar de diversas espécies de peixes, crustáceos e moluscos, muitos dos quais são endêmicos da região.

Embora o Atol das Rocas não esteja aberto ao público em geral, sua importância como um santuário natural continua a ser estudada e preservada por especialistas em todo o mundo.

Leia também sobre mais curiosidades:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *